quarta-feira, janeiro 10, 2007

Anonymous Anónimo - uma biografia

Anónimo nasceu filho de pai incógnito e de mãe incerta, algures nos vales dos montes lá para terras de nenhures.
Teve uma infância incerta e uma vida adulta inconstante, trabalhando nisto e naquilo, nunca foi excelente em nada do que fez conseguindo ser no máximo razoável. Casou com uma rapariga do sexo masculino, esbelta mas feia, anafada e anoréxica. Divorciou-se dela passados 10 dias e após ter sido consumado o casamento por ambas as partes. Viveu momentos de grande alegria na mais profunda tristeza e sentiu-se sempre bem acompanhado na solidão daquele quarto nas águas furtadas da Torre nº2 do quartel dos bombeiros semi-amadores de Entre-Rectas, uma magnifica localidade mundialmente desconhecida graças ao ar apático de seus habitantes. Passou uma velhice meramente incontinente e sofreu uma morte insondável. Morreu lá para os lados do sol posto onde tudo é mutável menos o seu nome: Anónimo.

CP

P.S. Já li o começo deste post algures, o meio também não me é estranho e o fim é claramente um plágio a esse grande poeta da prosa Ramalho de Horta e Castro Vicente da Lapa Montescáspio de Antunes. As minhas desculpas pelos roubos e pelo plágio mas achei que ficava bem tudo junto.

4 comentários:

Arya disse...

do ponto de vista da crítica literária, devo dizer que este post é claramente influenciado por eça.

(e por eça, estou a referir-me ao actor dos "morangos", claro.)

KNOPPIX disse...

Agora sei porque é que ele era anónimo... Casou com uma mulher do sexo masculino, ou seja, o gajo era gay e tinha vergonha de sair do anonimato :p
Um abraço omnisciente mas mt sentido

Maríita disse...

Gostei e consegui ler porque o outro debaixo continuo sem ver.

Beijinhos

Teresa disse...

Então CP, e quando é que contas mais uma Primavera, afinal?? :P