sábado, junho 23, 2007

Blogsérie Interactiva - 9m32s - Episódio 8 (Finalmente)

Episódio 1 - Autor: Capitão-mor
Episódio 2 - Autor: LoiS
Episódio 3 - Autora: Jade
Episódio 4 - Autor: Capitão-mor
Episódio 5 - Autor: LoiS
Episódio 6 - Autor: Maríita
Episódio 7 - Autor:Maríita

Episódio 8:

Amélia já nem sente as pernas. Limita-se a flutuar. Percorre todos os quartos, todos os corredores mas só ouve a respiração ofegante da João.

Não, agora não! Logo agora que te encontrei de novo não te vou deixar ir. - pensava em voz alta.
Encontrou a João estendida no chão da cozinha. O seu corpo jazia mesmo no meio de uma poça de sangue que insistia em expandir-se.

Meu Deus, tanto sangue! - pensou Amélia.

- "João! João! Por favor diz qualquer coisa!"

- "Mmmm... Amélia... mmm..."

- "João, por favor... diz algo!

Ao ajoelhar-se junto à sua amiga, sua colega, compenheira de tempos cruéis nos quais eram forçadas a ver os jogos do Benfica, Amélia repara que o sangue afinal não passa de ketchup.

- "João?"

- "Mmmmm..."

- "Onde é que ela te atingiu?"

- "Mmmmm... não é isso... estás com o joelho em cima da minha mão!"

- "Oops. Desculpa! Estás bem?"

- "Sim, aquela cabra da Débora... vá lá que a pontaria dela é muito semelhante à de uma toupeira com cataratas. Mas olha que mesmo de raspão isto doi que se farta!"

-"Hum... bem acho que não é da bala, é que estás mesmo em cima de uma garrafa de Ketchup. A picada deve ser dos vidros."

-"Caraças! E o casaco acabado de comprar...RAIOS! Vou matar aquela p"

-"Amélia? Amélia estás ai?"

No meio da confusão Amélia tinha-se esquecido completamente do homem que a faz tremer por dentro, isto se não contarmos com o seu tio António mas esse era um homem de enormes recursos, além de ter curso pelo Chapitô.

-"Diz Augusto. Onde estão?"

-"Estamos todos juntos numa carrinha mas não sabemos nem onde e muito menos o que fazer. Estamos com os olhos em lágrimas."

-"Pois o gás..."

-"Não! Estão-nos a obrigar a ver gravações do programa da Fátima Lopes. O Reis já lhes disse para o deixarem voltar à seita para ser sodomizado e chicoteado mas mesmo assim eles não param!"

-"Chiu! Estou a ouvir passos. João consegues levantar-te?"

-"Claro baby. Que bosta, o casaco está mesmo perdido. "

Amélia e João escondem-se atrás de uma enorme mesa na qual, muito provavelmente, eram preparados os corpos para os rituais e, pela quantidade de farinha, claras em castelo e acúcar muitas outras iguarias. Antes do clarão e do intenso cheiro a perfume barato as ter feito desmaiar só tiveram tempo de ver uns sapatos castanhos e o que lhes pareceu ser uma bengala.

(Continua)
CP

Proponho que o próximo capítulo, a sair preferencialmente na próxima 4ª feira, seja escrito pela Arya do Blog Blog Secreto dos Génios Rebeldes.

4 comentários:

Arya Bodhisattva disse...

já estive a passar os olhos pela blogosérie (assim à primeira vista, é uma coisa BEM complexa; que encaixa na mesma narrativa coisas tão variadas como dvd's, o líder de um movimento anti-colonialista e seitas com gente em pelota), mas darei o meu melhor!!!

e mais uma vez, consegui fazer o kevin bacon game, de volta a mim mesma:

cp --> maríita --> lois --> blackstar --> yashmeen --> arya maria

Breaking the Waves disse...

Gostei, especialmente do toque de humor! Muito bom!!

Venha o próximo capítulo que cá estarei para ler :)

Maríita disse...

CP,
a João é uma Sportinguista de gema...e coberta de ketchup deve ficar um mimo!

Fartei-me de rir!

Beijocas

Jade disse...

Uma lufada de humor numa história que estava a ficar cada vez mais perigosa...
Gostei muito e estou cheia de curiosidade para ver o destino que vão dar à minha Amélia.
Beijinhos!