segunda-feira, abril 10, 2006

Foi há uma semana, mais dia menos dia...

-Então, Mariazinha? Que estás a ver nesses dossiers velhos?

-Olá, Avô! Olha, estava aqui a ver o que era isto de Carapaus com Chantilly. Tem um nome giro. O que é isto, Avô?

-Olha, foi um projecto em que o Avô participou há muitos anos atrás com um grupo de amigos. Mas foi uma coisa que correu mal...

-Então, o que se passou?


-É uma história um pouco triste, não sei se vais gostar de ouvir.

-Conta, Avô! Conta!

-Então passou-se assim... Éramos seis grandes amigos. O CP, o HS, o GD, o EV e a INCS. E eu, claro. Nós tinhamos um blog, já ouviste falar?

-Ah, sim, acho que o papá já me falou de umas coisas que haviam nos inícios do século, mas foi uma coisa que não durou, não é?

-Sim, havia Blogs de todos os tipos, e nós tinhamos um que era para rir.

-UAU! E tinham sucesso?

-Bom, aí é que as coisas correram pelo pior. Sabes, nós éramos relativamente desconhecidos. O que nós fazíamos era escrever coisas a que achavamos alguma piada e publicar. E sobretudo, fazíamos as piadas para nos divertir a nós próprios e a brincar connosco e não estávamos e pensar em mais nada para além disso. Mas até começámos a ter algum sucesso, porque ao fim de dois anos e meio daquilo conseguimos ter cerca de 80 a 90 visitas por dia. O que não era nada mau para três pares de amadores! Mas depois começou tudo a correr mal...

-Porquê, avô?

-Tudo começou numa entrevista. O nosso trabalho chamou a atenção da JPR, uma webradio integrada no Curso de Jornalismo e Ciências da Comunicação da Universidade do Porto. E nós lá estivemos a falar com os jornalistas, juntamente com um colega bloguista, O Vizinho, e foi assim que pudemos ter a nossa entrevista divulgada na internet. E posso dizer-te, Mariazinha, que foi o início do fim...

-Oh... Então?

-A fama subiu à cabeça de todos... Correu tudo mal. No espaço de uma semana perdemos tudo... Tudo. Estás a ver este gráfico? Neste gráfico tu podes ver como depois da entrevista as nossas visitas aumentaram loucamente! Quase duzentas no dia dois de Abril de 2006. E depois foi sempre a descer...



-Oh, Avô! Estás com uma carinha tão triste... O que se passou?

-Foi uma tragédia! O CP e o EV enlouqueceram. O CP começou a dizer que devíamos que devíamos cobrar pela nossa entrevista e a censurar alguns posts que eu e os outros fazíamos, como de resto já acontecera uma vez, quando ele retirou o post do Homem Panda de circulação. E o EV começou uma campanha feroz de ataque a comediantes consagrados.

-Oh.... E depois??

-Bom, a partir de então começámos a andar sempre em discussões. O EV começou a criticar o despotismo iluminado do CP e a postar à revelia das suas decisões e as pessoas começaram a aborrecer-se umas com as outras. E eles começaram a postar sobre os posts uns dos outros. O EV e o CP tiranizaram o Blog e quase todos, menos eu, fomos impedidos de postar...

-Os teus amigos são muitos maus, ó Avô...

-Foi um desastre... Nós, que já tinhamos a lei à perna por causa da acção judicial interposta pela Navegante da Rua, fomos completamente arrasados pelo processo dos Gatos. Ficámos endividados. Eu comecei a beber. Os meus amigos criticaram-me por isso... Foi muito duro...

-Oh, avôzinho...

-Pois, foram momentos muito críticos. O GD deixou de postar, o EV começou a recorrer a serviços de acompanhantes. Ao fim de uma semana de frequentar estes serviços conseguiu abrir uma vaga para uma INCS altamente empenhada por força dos recorrentes e dispendiosos implantes mamários. No meio disto tudo o HS foi o único a demonstrar qualidade no que fazia e foi o único que se salvou. O CP foi visto a apreciar instrutores de natação barrigudos nas piscinas e foi vítima de uma campanha de difamação que arruinou profundamente a sua carreira. Finalmente, teve de ser internado num sanatório, onde foi vítima de assaltos sexuais repetidos por parte dos enfermeiros. Esta, minha filha, é a trágica história dos Carapaus com Chantilly.


ML

9 comentários:

Tanita (pedra,papel, tesoura?) disse...

Oh, meu deus... ML, tu arranja-me - e bem rapidamente - alguém em quem descarregar toda essa imaginação delirante! Olha... Compra um par de algemas, umas bolas chinesas, um gel comestível de sabor a cereja, eu sei lá! Assim é que não dá para continuares. Tu não te desgraces!!!!!

ML disse...

São tailandesas, essas bolas. Não é que tenha um conhecimento muito seguro dessas coisas, note-se...

Carapaus com Chantilly disse...

pera lá! As bolas n são japonesas?? Fui roubado!!
CP

Navegante da Rua disse...

Credo, que até me deu vontade de chorar com esta panóplia de desgraças. Pronto, ok, eu retiro a porcaria da acção judicial. Já se percebeu que eu ganhei mesmo, não é?

Carapaus com Chantilly disse...

A (face situação crítica do Blog) demissionária Direcção dos Carapaus com Chantilly agradece a generosidade da Navegante, sublinhando, contudo, que aos futuros dirigentes se deixará uma nota de recomendação pela continuação das OPA's em curso. Entretanto, a actual Direcção solta um suspiro de alívio por ver a sua cabeça longe da guilhotina :D

Lasanha disse...

Epah, uma entrevista e fica o fim à vista???? Vamos lá ter calma pessoal ;)

Tanita disse...

Pois... Eu também andei por aí a apregoar k as bolas eram made in Tailândia (aliás, até foi cmg k tu as conheceste, mas adiante...), acontece k não há muito tempo alguém me fez ver a luz. E agora eu sei que ratazanas mal amanhadas e a fazer as vezes de frango não são as únicas coisas k nos chegam desse país rubro-amarelo. As bolas são C H I N E S A S, percebeu??? Beijos, minha bolinha de pêlo. Fui!

Tanita disse...

A modos que para repôr a verdade (bem como a minha honra):

Bolas chinesas vaginais douradas ou prateadas
[3112] 14.99EUR 9.99EUR

As preliminares antes da penetração são muito importantes. Um bom aquecimento proporcionará um maior prazer, já que estimulando as zonas erógenas, o corpo estará em concições para gozar ao máximo. Na zona vaginal, além do estímulo clitorial, podemos usar as conhecidas bolas chinesas, que são bolas de diversos tamanhos, com vibração interna (pequenas bolinhas que se movimentam no interior de uma outra bola), e que podemos introduzir aos poucos na vagina, e movimentando-as, brincando com elas. As bolas vem acompanhadas de um fio, do qual podemos puxar no momento apropriado. Recomendamos iniciar-se nestes jogos eróticos que farão as relações mais mágicas e imprevisíveis. Recomendaos utilizar algum lubrificante, dispiníveis na nosa loja.

Anónimo disse...

O que eu mais gostei foi da Mariazinha...um mimo