terça-feira, agosto 08, 2006

O Crioulo de Eva

Ano 2402 d. C.
Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa
Aula de História da Linguística e Literatura Comparadas

«Boa tarde, meus caros. A aula de hoje vai ser sobre crioulos portugueses. Não a variante africana que temos vindo a falar nas últimas aulas, mas um ramo linguístico que se desenvolveu em Portugal continental nos últimos anos do século XX e atingiu enorme pujança na primeira década do XXI.

Tenham em atenção que não estamos a falar de pronúncias, como já identificámos nas aulas anteriores no caso dos Açores, da Madeira ou do Algarve. Estamos a falar de uma estrutura dialectal que se desenvolve particularmente nas camadas jovens femininas de início do século.

O crioulo português do século XXI é, acima de tudo, um sentimento de revolta que devemos entender à luz do processo de emancipação sexual em Portugal. Como sabem, foi depois da queda do Estado Novo que se começaram a reunir condições para a verdadeira afirmação da mulher na sociedade. Após a conquista da Liberdade vocês vão notar algumas alterações ao comportamento típico da mulher, principalmente na juventude. É a necessidade de atingir um patamar equivalente ao do sexo masculino que justifica, por exemplo, que as jovens comecem a fumar e a beber compulsivamente como se não houvesse amanhã, apanhando grandes bebedeiras, sem se aperceberem que dessa maneira reforçavam a posição do homem enquanto seu protector.

O aparecimento daquilo a que podemos chamar de «crioulo de Eva» insere-se neste movimento de emancipação de que vos estou a falar. Mas aqui é que as opiniões se dividem. Alguns autores entendem que este crioulo surge de um sentimento de revolta contra a sociedade machista do seu tempo. Outros acreditam que ele deriva da perda alargada de faculdades mentais por uma grande parte das jovens portuguesas.

Todos são unânimes em afirmar, no entanto, que este novo crioulo deu origem a uma nova categoria social. A pita.

Também conhecida como pitinha, trata-se de uma categoria que abrange dos 14 aos 19 anos de idade. O conceito básico deste crioulo é afirmar a ideia da mulher como um ser amoroso e distorcer o discurso de modo a torná-lo mais carinhoso. Notem bem: para aqueles autores que não concordam com a teoria da emancipação, a forma de falar da pitinha é o resultado de problemas estruturais no desenvolvimento do cérebro que impedem o crescimento da criança na fase da adolescência.

O aparecimento do crioulo acompanhou mudanças de comportamento que caracterizam a pita ou pitinha. Refiro-me muito especificamente à histeria que se desenvolve precocemente na pitinha e que se manifesta da forma mais ruidosa quando em grupos de três ou mais pessoas. As pitinhas foram no seu tempo famosas pela sua presença em público, que não deixavam indiferente devido à poluição sonora dos seus agudos gritos, gritinhos e das gargalhadas. Segundo as duas teorias que temos estado a seguir, estas formas de comportamento eram manifestações de afirmação social ou problemas do foro mental.

Alguns autores entenderam o crescimento deste tipo de crioulo como uma doença, à medida que alguns jovens do sexo masculino, numa tentativa de emulação destinada à obtenção de favores sexuais, foram adoptando este tipo de linguagem.

Apesar deste crioulo ter atingido cerca de 97% da população feminina ele nunca atingiu o estatuto de dialecto nem obteve formas literárias consagradas, pelo que aqueles que o quiserem estudar têm de saber que não há dicionários nem uma ortografia fixada. O crioulo baseia-se na livre adaptação e hoje apenas temos alguns exemplos que ficaram conservados em bibliotecas virtuais pela sua raridade e beleza.

Para o exercício de hoje vou propôr uma tradução do «crioulo de Eva» com dificuldade de nível avançado. Têm uma hora para decifrar o seguinte texto. Bom trabalho»

Exercício: Tradução de texto
Fonte: Comentário em blog português dos inícios do século XXI

« (...)

relamente ha coisas a k n xtamos habituado..komo ver uma miuda d 14 ou 16 anos em poses pouko discretas..mas ja pensaram k ixo lhe paxa?ag exa tua deficiencia a nivel social n m parece…..!dps ha akelas pexoas tao trixtes, k n teem amigos, n teem vida i entao decidem falar i criticar a vida dos outros, fazendo uma figura triste i k mete dó, mas pior ainda sao as pexoas inuteis k aki veem komentar i ainda axam piada, sinceramente vivemos num mundo mt triste!! tu ja pensast k um dia podes ter filhos i k pela boka morre u peixe, goxtavas k algum ignorante (como tu) fizexe ixo aos teus filhos?? ou axas k vais ter filhos melhores k ela.. digo-t ja k kom um progenitor deste genero duvido!
dou os meus parabens a ju..i uma koisa é certa..deus é grande i n dorme… talvez um dia t arrependas!
ag a parte mais bonita.. entao i axinares, mostrares foto i koisa do genero..n tens kolhoes suficientes pra tal?? preferes t xconder atras dum blog k critica pessoas?? sabes uma coisa, ao menos ela é feliz, seja da maneira k for, ag tu deves ser uma pexoa mt triste i infelix, i sinceramente eu tnh mta pena k existam pexoas axim!!
ag pro hamn: uma pexoa k 1º vem komentar i ate fala num kunhado ” preto” ( se foxe branko provavelmente n referias a raça..pk será??) i dps paxado 10min fax um komentario do genero i paxo a citar : “quem se da’ ao trabalho de comentar nestes sites que nao aprova o que esta’ a ler, nao pode pura e simplesmente ignorar, tal como quando nao da’ nada na televisao que agrade, pode-se sempre desligar! ( ou nao? ) sera’ que as televisoes passaram a ser como os computadores: sempre ligado? ” ag pergunto-m..kual é u teu problema amigo??

so tnh uma coisa a dizer a kem vem aki kom comentarios porcos a pexoas k n konheçe.. faxam um favor a humanidade i matem-se.. acreditem k ajuda ao desenvolvimento do pais!!!»

ML

3 comentários:

MalucaResponsavel disse...

Olá,
onde é q foste desencatar esta pérola? :) mm assim eu entendi o txt td (tem pcos x - agr é a moda dos x, pôr x onde n faz sentido nenhum). bj

Carapaus com Chantilly disse...

Oi,

Em primeiro lugar parabéns por teres conseguido ler o post até ao fim: é mais do q pensei que outros leitores q n os membros do blog (que têm uma obrigação moral de ler os posts uns dos outros ) teriam pachorra para fazer.

Esta pérola e outras parecidas estão num blog perto de nós... :) mas o blog adopta uma política estricta de apenas gozar com pessoas q atingiram um nível de vida tão peculiar q MERECEM ser gozadas. Por isso esta jovem espécime será mantida no anonimato no blog. Se quiseres escreve para o mail dos carapaus. Eu mandava, mas o teu mail n tá disponível.

bjs

ML

scorpius disse...

"kem vem aki kom comentarios porcos a pexoas k n konheçe.. faxam um favor a humanidade i matem-se.. acreditem k ajuda ao desenvolvimento do pais!!!»

É a primeira visita e levo este bocadinho para casa. Isto deve xer xéculo dezaquinze.

Haja Deus e paciência que chats é o que por aí não falta.

:(