domingo, julho 16, 2006

Maya

Espaço 1999. Esta série televisiva está a par de outras tantas que eu desfrutei na minha infância como a Battlestar Galactica, Os Três Duques, Homem Automático, MacGyver. Motivo de comentários inevitáveis na escola, rememorar entusiástico de cenários fantásticos na cabecinha de jovens impressionáveis. Quem aqui se lembra da lindíssima Catherine Schell? Não? Catherina Schell von Bauschlott, segundo a Wikipedia. Não? A mulher que participou no único filme do James Bond com um pingo de material de continuidade? A mulher com quem ele se casa no fim? Esse mesmo, aquele filme que ninguém gosta. Já estão a ver? Bem, nada disso invalida o facto desta mulher ser lindíssima, ou não fosse (atenção, este é o momento estereótipo do Carapaus com Chantilly) uma mulher de leste (é húngara). Pois é, e então quem é que se lembra da Maya? Sim, porque antes daquela que fazia os anúncios a dizer que mudava a nossa vida houve uma muito popular em Portugal, pelo menos na faixa etária dos 7 aos 10 anos. Popular o suficiente para cativar a minha mente impressionável e a caminho de progressivo despertar para o maravilhoso mundo da sexualidade. Lembram-se dela? Pois é. Eu também não. Só me lembro que mudava de forma e que era lindíssima. Como a SIC Radical começasse a transmitir a série Espaço 1999 outra vez imaginem a minha desilusão quando me apercebi que a Maya não aparecia de início. Apenas mais tarde. Pelo que me desinteressei da série. Até hoje. Liguei no canal e lá estava ela. Maya. Eu já não me lembrava dela. Sobretudo, não me lembrava que tinha barba.


Serei homossexual?

ML

7 comentários:

CP disse...

é que se fosse um bucito ainda vá que não vá mas porra a mulher tem umas patilhas maiores c'ás do Elvis!

Carapaus com Chantilly disse...

Não imaginas como me sinto aliviado, CP... Já te ia convidar para um cafezinho ;)

ML

CP disse...

resta saber se as patilhas fazem parte da barba ou não...

Le Rachelet disse...

Saudações geeks,
Permite-me discordar de uma coisita. Como nerd bondiana (e não estou a falar de cordas e atilhos, nem vinis, correntes, mordaças... essas coisas que desconheço, na verdade), devo dizer-te que a actriz a que te referias como tendo protagonizado a esposa do 007 foi Diana Rigg e não a senhora pilosa acima. Sim, Diana Rigg (perdão, Dame Diana Rigg, que também fazia de Emma Peel nos Vingadores) «casou» com James Bond no filme de 69 On her Majesty's Secret Service (que até tem partes filmadas cá em Portugal, vejam só. Se não crêem, IMDb-me.

Carapaus com Chantilly disse...

Pois é! Quando estava à procura de imagens da Catarina vi lá a sua participação no filme e assumi que era a que se casou, dado que só uma memória vaga desse filme. Isso serve-me de lição para não voltar a fazer posts à pressa. :P

ML

EU disse...

Caso encontres a dita senhora,ML,aqui fica um conselho gráfico como NÃO manter um diálogo...ou se pretenderes assustar a senhora,é o que deverás fazer http://www.newgrounds.com/portal/view/206723

"I AM THE MATT!?!
Lol

nhi disse...

Bem... venho cá todos os dias.
E não é q está cá sempre este post??? Pronto eu estava a tentar ver se vinha um novo para comentar porque ao ler este me sinto nova e vos vejo velhos, porque metade das séries de que falam eu nunca as vi.

Mas enfim, um Nhi infantil:

Nhi!