domingo, julho 30, 2006

Referências

Eu já joguei a este jogo vezes sem conta: «pensa em cinco palavras para descrever o teu colega, ML», diria a professora do 5º ano. E eu pensaria, diria, e o exercício ficaria concluído. «Pensa em três palavras para descrever esta jogada», diria o treinador do clube. E eu responderia, e a análise ficaria completa. «Pensa em três palavras para me descreveres», diria a namorada. E eu... bem, sim, alguma coisa diria e... enfim, de uma maneira ou de outra as coisas compor-se-iam.

Suspiro

Se me perguntarem cinco, três, sei lá, um palavra que seja para descrever este blog... bem, palavra de honra que não me ocorreria pedofilia. Mas, por sugestão do meu amigo CP fui ver ao nosso contador de visitas quais as palavras ou frases que no motor de busca encaminhavam os nossos leitores a este espaço de que, posso dizer, eu e os meus amigos, conquanto os tenha despedido, nos orgulhamos, de certa forma. E eis a palavra mais responsável pela assiduidade do pessoal leitor. Pedofilia, também na sua variante blogs pedofilia. O que é fantástico ao avaliarmos a sociologia dos nossos leitores é que ficamos a conhecer um pouco de nós próprios.
Por exemplo, fiquei espantado com os serviços que prestamos a todos vós, de tal maneira que certamente teríamos sobrevivido quando o governo decidiu encerrar todos aqueles institutos que não fossem de utilidade pública. Fico, por exemplo, muito satisfeito ao saber que criámos um certo nome no mundo das sex shops virtuais, porque facultamos informação privilegiada sobre como usar "bolas chinesas". Além disso, parece que o blog tem também um papel nada insignificante no mundo do turismo sexual em Portugal. Por exemplo, gostava muito que o honrado cavalheiro ou a virtuosa dama que nos visitou à procura de sexo grátis na costa da caparica me diga, apenas para efeitos estatísticos, claro, se encontrou o que queria. Disponível a um público mais maduro, temos uma secção que, não sabendo como a designar (dado que desconhecia a sua existência até este momento), pode ser chamada de gore. Não me ocorre outra palavra para classificar o tipo de reportagem que certamente buscava a pessoa que digitou sexo com velhas no seu motor de busca e teve a (coragem? psicose? doença mental?) de carregar no Enter. Conheça também o nosso catálogo de roupa interior, onde poderá encontrar as mais sensuais peças em fio dental. Quanto à jovem que chegou aqui ao escrever gajomailindo... epa... hmmm... pedimos desde já as nossas sinceras desculpas aos tutores legais da pessoa por o nosso blog se proporcionar desta maneira a pessoas sem idade mental suficiente para a sua leitura. Mas ao mesmo tempo vos penitenciamos por a deixar navegar na internet de forma assim tão livre.

Uma palavra final. Pessoas muito mais sábias que eu disseram um dia, em sei lá que filme americano, que uma instituição não se faz do nada, ela não se faz a si própria: são as pessoas que fazem dela aquilo que é. Seguindo este sábio exemplo eu vos agradeço, leitores. Muito obrigado por fazerem deste blog aquilo que ele é.

Um deboche.

Tarados.

ML

13 comentários:

O Criminoso disse...

Epá, desculpem lá, mas «sexo grátis na costa da caparica» fui eu...!

H disse...

Esqueceste-te de mencionar os "homens em cueca"

Carapaus com Chantilly disse...

Acho injusto que tenhas omitido uma das procuras que é "top100+CP" obviamente uma fã (ou um fã quem sabe?) à procura do meu triplo disco platina greatest hits of the 80's interpretados por Kitó e Sr. Abílio o Homem do Gás!
CP

ML disse...

Okay, o post não é perfeito, paciência! E pronto, agora só falta descobrir que foi a Le Rachelet quem escreveu o sexo com velhas. Mas, ó Criminoso, depois escreve só a dizer o que descobriste sobre esse tema que... bem... sempre mantive uma certa curiosidade académica sobre a questão...

inês disse...

pergunto-me: será o nível do blog que está a baixar ou o dos comentadores e estranhos de passagem?

ML disse...

Se por nos transformarmos numa empresa de prestação de serviços sexuais as visitas aumentarem, opa... Siga!

O Criminoso disse...

É mesmo o nível dos comentadores que eatá a baixar! E tudo por minha causa, desculpem lá. Eu prometo que apartir de agora me dedico só ao google...


... ora deixa cá ver «sexo grátis em cima do tejadilho duma Reneult 4L»...

Abraço

CP disse...

LOL
Nice one Criminoso!

L disse...

Não fui eu quem digitou «sexo com velhas» mas «com ovelhas». Desculpem, é um typo muito comum.

Le Rachelet disse...

Ops, faltou-me o resto da assinatura. Mas olhem vocês não tem 2 lindas que o meu blog tem: «coleiras para mulher de cama» e «sexo com pony». Também gostei de uma que rezava «fazer conta de multiplicar».

CP disse...

Hey "fazer conta de multiplicar" é algo tão obsceno que acho inacreditável como pudeste ter a ousadia de escrever isso neste blog de respeito. Por sua vez "sexo com pony" como toda a gente sabe é uma prática bastante comum, para não dizer salutar, em sitios tão conhecidos como Mudarghkar assim a 200 kilometros de Cartafona de Sarabadó.

Le Rachelet disse...

Permite-me discordar,mas - segundo o inquestionável GoogleMaps - Cartafona de Sarabadó fica a 203 e não a 200 km de Mudarghkar. Em Cartafona a prática comum é zoonecrofilia.

ML disse...

Moss... sabem o que vos digo? Cromos.