quinta-feira, fevereiro 23, 2006

Jogos Olímpicos de Inverno

Olá! Estava eu, todo contente da vida, a alternar entre os canais 2 e a Eurosport, para ver os directos, repetições e resumos das provas dos Jogos Olímpicos de Inverno, quando dei por mim a lembrar-me de, em Janeiro, me queixar de não passarem quase nenhuma informação acerca do Lisboa-Dakar, com a excepção de um resumo a altas horas da noite. Então pus-me a tentar perceber as razões desta discrepância... e apercebi-me de várias curiosidades:
1 – Se o evento começa em Portugal não aparece na TV;
2 – Se tem vários concorrentes portugueses também não aparece na TV;
3 – Se por trás tem uma organização que está constantemente a ser incriminada por corrupção já aparece na TV;
4 – Se há dopping também aparece na TV;
5 – Desportos em paisagens abrasadoras durante o Inverno não cativam os telespectadores, pelo contrário paisagens geladas parecem adequar-se melhor a esta época do ano;
5.1 – Pode também ser um presságio de como a moda vai ser este ano!!! Com os tons brancos e claros a sobreporem-se claramente aos tons mais vermelhos e quentes...
6 – Se o evento incluir correr com um pau em chamas ou atear um grande fogo com uma seta em chamas aparece na TV;
7 – Se incluir pessoas muito bem constituídas e com roupa tão justa que dá para adivinhar todas, mesmo todas, as formas do corpo, em vez de ver carros todos empoeirados, é muito provável que apareça na TV;
8 – Se no fim da prova houver distribuição de algo reluzente, amarelo e muito valioso também aparece na TV;
9 – Se for feito por amadores, isto é, pessoas que “não trabalham” (não profissionais), sem dúvida que aparece na TV;
10 – E, por fim, claro, uma menção ao desportivismo, competição e espírito de sacrifício, que, ao surgir em ambas as provas, é um factor irrelevante para aparecer na TV, mas que é uma boa bandeira para tudo excepto realmente praticá-la.
Com isto tudo, facilmente se chega à conclusão que, para aparecer na TV, qualquer grande evento tem de ser a imagem chapada do Homem, com todos os seus defeitos e virtudes, isto é, basicamente tem de se assemelhar a uma telenovela. Não acreditam? Vejam: o que é estrangeiro é melhor do que é português (baixa auto-estima), corrupção, dopping, moda (luxúria), dinheiro (ganância), fogo/destruição, sexo/cultura do corpo/metrossexualidade, não trabalhar (preguiça e viver à custa dos outros) e, claro, ter uma bandeira digna (desportivismo, etc) para justificar tudo e mais alguma coisa (como os padres dizem: “Faz o que eu digo, não faças o que eu faço”).
E com isto volto para a minha telenovela... Desculpem! Queria dizer Jogos Olímpicos de Inverno. E porque não dizer: “E com tantas “telenovelas” não admira que eu ande tanto tempo ausente e desaparecido”?

GD

4 comentários:

Carapaus com Chantilly disse...

A estreia mais aguardada desde a primeira palavra de Jesus (que como toda a gente sabe foi, ao olhar para José, "Corno!").
:)
Esperamos que as novelas de Inverno e as futuras de Verão não te impeça de as criticares :P
CP

A gerência disse...

A estreia mais aguardada de todos os tempos não saiu defraudada! Senhoras e Senhores é com imenso prazer vos apresentamos o próximo talento de sucesso @ Carapaus... GD!

ML disse...

Muito bom! Força, camarada, aguardamos os próximos! Carapaus is whole at last!

Anónimo disse...

Muito BOM!! Esperamos novos posts do GD!