quinta-feira, maio 04, 2006

Great American Glories (II)

Devo confessar que a primeira vez que fiz um post com este título pensei como seria interessante fazer disto uma rubrica, ao mesmo tempo que lamentava a minha falta de tempo para pesquisar sobre fenómenos geniais da cultura americana. Hoje, na mesma fonte de inspiração desse meu post anterior, a RTP Memória, encontrei finalmente outra pérola da produção televisiva americana - Mission: Impossible!

E a minha questão é: como é que se explica, num episódio que teoricamente se passa num pequeno país afecto à URSS, de regime comunista, portanto algures na Europa do Leste, anos 70, que entre a população filmada nas ruas se encontrem tantos elementos de origens africanas e/ou mestiças?




ML

1 comentário:

INCS disse...

ora..essa é simples!!os americanos têm uma máquina para viajar no tempo e outra para prever o fututo!ambas chamadas: "mão de obra barata"!!!